Expectativa para uma terceira operação da PF em breve no RJ
09/11/2018 11:05 - Atualizado em 09/11/2018 11:06
Tem mais?
O esquema de corrupção investigado na operação Furna da Onça, e que envolve pelo menos 10 dos 70 deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), movimentou R$ 54,5 milhões em pagamentos de propinas durante o segundo mandato do ex-governador Sergio Cabral (MDB), entre 2011 e 2014, informaram a Procuradoria da República e a Polícia Federal. A operação foi desdobramento de outra — a Cadeia Velha. Tem gente que aposta que haverá uma terceira e que isso vai ocorrer muito em breve.
Nos bastidores
Ontem, o assunto da prisão dos sete deputados, que farão companhia aos três já presos desde a Cadeia Velha — Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do MDB —, burbulhava na Alerj. Mas apenas nos bastidores. Durante a sessão, com os microfones abertos, os parlamentares não tocaram no assunto, ignorando solenemente os destinos, pelo menos provisórios, dos colegas de Legislativo. Ainda ontem, o procurador da República Carlos Aguiar já avisou que a Alerj não poderá votar a revogação da prisão dos 10 deputados presos, como até chegaram tentar após a Cadeia Velha.
Primeiros passos
O governador eleito do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), concederá uma entrevista coletiva para a imprensa na tarde de hoje, na Fecomércio, Rio de Janeiro. O objetivo é informar sobre o andamento da transição de governo e anunciar seus primeiros secretários. Witzel passou a semana visitando autoridades no Rio e em Brasília, onde, inclusive, encontrou-se com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e com o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro.
Sítio de Atibaia
O empresário Emílio Odebrecht afirmou que, por causa de sua relação de mais de 20 anos com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), não poderia negar, “mesmo que quisesse”, as reformas realizadas pela empreiteira em um sítio em Atibaia, foco de investigação de um dos processos contra o petista na Lava Jato. Na quarta-feira, em depoimento à juíza Gabriela Hardt, substituta interina de Moro na Lava Jato, Odebrecht voltou a dizer que o pedido partiu da ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu em fevereiro de 2017, e chegou a ele por meio do ex-executivo da empreiteira Alexandrino Alencar.
Além do normal
O volume de chuva foi além do esperado e acabou causando transtornos em várias cidades da região. Apesar dos estragos, os episódios servem para que as autoridades fiquem em alerta para os períodos de chuva de verão, como ocorre em janeiro, por exemplo, e invistam em medias de prevenção. Em Campos, neste ano, não houve enchente, mas o distrito de Morro do Coco foi bem castigado com deslizamentos de terra e espera-se que não ocorra novamente.
Reconhecimento
A Escola Técnica Estadual Agrícola Antônio Sarlo recebe, na próxima segunda-feira, a Medalha Tiradentes, mais alta honraria da Alerj. A homenagem foi proposta pelo deputado estadual Dr. Julianeli e o reconhecimento é mais que merecido, visto que em meio a tantas dificuldades a instituição segue firme e forte com seu corpo docente e demais profissional que atuam na formação de diversas pessoas que buscam no ensino público uma oportunidade de conquistarem um futuro digno.
Ampliação
O Instituto Federal Fluminense (IFF) inaugura, também na segunda-feira, uma nova estrutura de laboratórios no Polo de Inovação Campos dos Goytacazes. A obra de reestruturação do bloco A ampliará a capacidade de execução de projetos da unidade do Instituto, impactando também na prestação de serviços e formação de alunos. O investimento total é de R$ 1.113.434,31 e a nova estrutura também influenciará em outras atividades da unidade.
Charge do dia

ÚLTIMAS NOTÍCIAS